Compartilhe 💡

Formação continuada de professores de língua portuguesa: a importância do coletivo para a ressignificação do trabalho de ensinar

Organização:
Ana Maria de Mattos Guimarães
Anderson Carnin

“Amadurecidos pela vivência de quatro anos entre/com professores da rede municipal de Novo Hamburgo, paramos para refletir analiticamente sobre o que entendemos terem sido os pontos fortes da formação realizada e de que forma poderíamos construir um novo modelo que ampliasse e tornasse tal formação realmente continuada, sem um limite de tempo pré-determinado. Esse novo modelo também deveria abarcar o ensino da língua materna em toda a sua amplitude, ou seja, além de leitura e produção textual, deveríamos incluir gramática e oralidade. Tal modelo também dava conta do novo momento que vivemos, ou seja, da imersão no universo digital. Não poderíamos trabalhar apenas com o texto/papel, com os gêneros canônicos. Teríamos que abarcar gêneros multimodais/multissemióticos advindos da esfera digital, compreendendo que o não-verbal/multissemiótico contribui para o enriquecimento do verbal, compromisso central da escola. Havia ainda a considerar o impacto da então recém-lançada Base Nacional Comum Curricular – BNCC (BRASIL, 2017) para os anos finais do Ensino Fundamental.
Essas foram as bases do projeto que dá origem a este livro. Intitulado ‘Formação continuada e comunidades de desenvolvimento profissional: aproximações teórico-práticas’, nosso projeto recebeu apoio do CNPq, através do Edital Universal de 2016.” (Os organizadores)

Nossa dica para você 😉

Para visualizar melhor os recursos do e-book, utilize o aplicativo Adobe Acrobat Reader

Conheça outros e-books da área de Linguística

Formação continuada de professores de língua portuguesa: a importância do coletivo para a ressignificação do trabalho de ensinar

Linguística folk: uma introdução

Estudos linguísticos: abordagens contemporâneas

Estudos linguísticos e literários: abordagens

Menu