Compartilhe 💡

Mito e disputa política em Santa Evita

Autora:
Luciana Medeiros Teixeira

Prefácio:
Paulo César Thomaz (UnB)

“Como um cadáver foi capaz de despertar uma onda de fanatismo e violência e simbolizar o destino de uma nação que ainda não conseguiu sepultar seus mortos? De que maneira podemos refletir sobre os resquícios do período ditatorial através do cruzamento de ficção, história e discurso político nas primeiras décadas do século XXI? Movida pelo interesse na literatura argentina e pelo mistério do roubo do cadáver da ex-primeira dama argentina, Eva Perón, assim como pelas imbricações entre jornalismo, ficção e história, descobri nas páginas de Santa Evita (1996), do escritor e jornalista argentino Tomás Eloy Martínez, uma fonte de estímulo a meus questionamentos.”

Nossa dica para você 😉

Para visualizar melhor os recursos do e-book, utilize o aplicativo Adobe Acrobat Reader

Conheça outros e-books da área de Literatura

Tessituras pretas

Sobretudo: discurso, imaginário e figurino em A bela da tarde

Processos de criação pós-pornô: autogestão, exibicionismo e internet

O mundo quadrado | Um coração respeita o outro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.